ASSEMBLEIA DE FREGUESIA DE S. FACUNDO E VALE DAS MÓS COM FRACA ASSISTÊNCIA

Realizou-se na passada Sexta-Feira dia 15/12/2017, a Assembleia de Freguesia da UF de S. Facundo e Vale das Mós, pelas 21:00 Horas, na Escola Primária de S. Facundo, apesar de uma noite fria, a sala estava confortante, mas apenas estiveram a assistir 4 pessoas por parte do publico. Destaque para a pouca disciplina verificada por alguns membros eleitos a esta assembleia, sem intervenção de quem dirigia a mesma.

 

Assembleia Freguesia UF S. Facundo e Vale das Mós 20122017 | Foto: P.cruz

 

Realizou-se na passada Sexta-feira dia 15 de Dezembro nas instalações da antiga escola primária de S. Facundo, a 1.ª Assembleia após as eleições legislativas de 1 de Outubro de 2017, que pelas 21:15 teve inicio com a substituição de um membros eleito pelo PS, que não pode comparecer.

No período destinado ao publico foi interveniente o cidadão Armindo Silveira desta localidade, e também Vereador à Câmara Municipal de Abrantes, que questionou sobre o problema da falta de médico assistente nas extensões de S. Facundo e de Vale das Mós.

O Presidente da Junta informou que, contactou o director do Centro Saúde de Abrantes, sendo que o problema da falta de médicos é geral, e que foram diligenciados esforços, para que o serviço de enfermagem seja reposto proximamente.

O mesmo cidadão questionou sobre a problemática do cruzamento de quatro estradas junto a um conhecido café local, onde o presidente disse, que em termos de sinalização está tudo bem e que se os condutores respeitaram o código da estrada, não haverá problema, admitindo a colocação de um espelho no local.

Ainda o mesmo cidadão perguntou sobre a obra do Largo do Arneiro em S. Facundo, que em campanha eleitoral foi transcrito pelo executivo em funções que a mesma estava em curso, na resposta foi dito que eram falsas as afirmações, apesar de estar no panfleto eleitoral, que o projecto está em estudo e que o orçamento disponível não cobre a totalidade da obra, sendo necessário um fundo camarário.

Não houve respeito pela lei em vigor 75/2013, pois o período antes da ordem do dia não foi realizado.

De seguida passou-se à aprovação da acta anterior que foi aprovada por maioria com 6 votos a favor (PS e CDU) e 2 Abstenções (BE e PSD).

Seguidamente o Sr. Presidente da Junta prestou informações sobre os trabalhos feitos, situação do pessoal, apoios recebidos e informou que a Piscina em Vale das Mós era uma situação problemática, pois deu prejuízo em cerca de 7300,00€ e que espera uma ajuda da Câmara Municipal para resolver esta situação.

Após esta informação foi apresentada a situação financeira da junta e as taxas a aplicar no Ano 2018, no que concerne às taxas dos cemitérios o BE, por Joana Pascoal apresenta proposta sobre as taxas dos cemitérios, com o aumento a ser feito ao nível da inflação desde a última subida que após votação foi chumbada com votos a favor do (BE e PSD), Abstenção da (CDU) e votos contra do (PS), passando a proposta da Junta, com 6 votos a favor (PS e CDU) e abstenção do (BE e PSD).

De seguida passou-se á votação do Regimento para 2017/2021, onde o BE apresentou várias propostas, tal como o PSD, gerando mais conflito a apresentada por Joana Pascoal (BE), da deslocalização da reunião de Assembleia em todas as localidades, no debate houve tipo uma conversa de café, não havendo disciplina por parte de membro eleito pelo PS, que em nada favorece a politica. Em resumo o executivo não aprovou, por; em algumas localidades, considerar que não existem condições. Pelo BE foi apresentado o uso do correio electrónico como meio preferível de envio de documentos, aprovado pelo executivo, feitas as devidas alterações aprovadas, este ponto acabou aprovado por unanimidade.

Seguidamente foi apresentada uma revisão ao orçamento que acabou aprovada por maioria, com votos a favor do (PS, BE e CDU) e abstenção do (PSD). No plano plurianual a mesma votação manteve-se, onde Joana Pascoal (BE) ainda questionou o destino de alguns valores.

De seguida apresentaram-se alguns problemas a resolver na área da freguesia, destacando-se o apresentado pelo PSD, sobre o problema do saneamento em Vale das Mós na Rua 9 de Junho, a inclinação que existe dificulta os moradores do lado direito da estrada, sendo que o presidente de junta afirmou que: este era um problema sem resolução??.

A finalizar um elemento da Assembleia eleito pelo PS, da localidade de Esteveira, questionou o Presidente sobre alguns problemas a resolver naquela localidade, onde o executivo disse que iria averiguar a situação.

Terminada a sessão o presidente de junta afirmou que em 2018,o problema primordial a ser resolvido será o da falta de médico assistente nas extensões de saúde da UF.

Assembleia Freguesia UF S. Facundo e Vale das Mós 20122017 | Foto: P.cruz

.

 

Um pensamento sobre “ASSEMBLEIA DE FREGUESIA DE S. FACUNDO E VALE DAS MÓS COM FRACA ASSISTÊNCIA

  1. Maria Jose Mota: Gostava de continuar a receber estas informações pois eu sou de Vale das Mós. Já agora BOAS FESTAS para todos

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.