DEBATE TEJO | INTERESSE DO PODER DAS CELULOSES NÃO INTERESSA ÀS SUCESSIVAS GOVERNAÇÕES (C/VIDEO)

Decorreu esta tarde no centro de interpretação do parque de campismo de Abrantes, um debate promovido pelo Bloco de Esquerda de Abrantes, que contou com a presença de Mariana Mortágua, líder da Bancada parlamentar do BE no parlamento, em substituição de Catarina Martins, que não pode estar presente, por motivo de doença, à qual apresenta-se desde já rápidas melhoras. Falaram também Joana Pascoal, deputada municipal, Carlos Matias, deputado no parlamento, Armindo Silveira, vereador municipal, todos eleitos aos diferentes órgãos pelo Bloco de Esquerda.

Centro Interpretação parque Campismo Abrantes/Foto: P.cruz

 

Nesta tarde soalheira de sábado, no parque de campismo de Abrantes, em Rossio ao Sul do Tejo, na sala denominada centro de interpretação, esteve uma boa moldura humana, dos vários quadrantes políticos, num tema que vai além do interesse partidário, pois será um bem comum de todos.

O debate desta tarde, não contou com a presença de Catarina Martins, líder do Bloco de Esquerda, por motivo de doença, pela qual apresentamos desde já rápidas melhoras, em substituição esteve, Mariana Mortágua; líder parlamentar do BE, que admitiu não estar directamente ligada ao ambiente, mas sim ao orçamento de estado, mas este é um tema que está relacionado com tudo, e no seu discurso, disse o óbvio: “Quando foi preciso enfrentar o poder económico, não houve vontade nem do PS nem do PSD ou CDS”

A abrir a sessão, Joana Pascoal, Deputada Municipal, eleita pelo BE, apresentou um trabalho sobre o rio e a sua problemática, do problema dos recursos naturais e o mau uso dos mesmos.

 

Joana Pascoal, Deputada Municipal BE|Foto: P.cruz

De Seguida Armindo Silveira, Vereador Municipal, falou que já apresentou um pedido numa sessão de câmara, para que o município tome uma medida forte contra esta situação problemática que atinge todos a montante e jusante do principal problema que está marcado pelo próprio ministério do ambiente, que são as firmas Celtejo, Fabrióleo, entre outros, mas que foi reprovado pelo poder local; PS, mas viu uma moção sobre a mesma problemática ser aprovada na última sessão da assembleia municipal de Abrantes.

Armindo Silveira, Vereador Municipal BE|Foto: P.cruz

 

Já Carlos Matias, deputado do BE no parlamento informou que a empresa principal poluidora do Rio, que está referenciada pelo Ministério do Ambiente, a  Celtejo, empresa de celulose instalada em Vila Velha de Rodão, possui uma licença especial para que possa poluir acima daquilo que o Tejo comporta, produzindo mais do que a capacidade instalada para tratar dos efluentes que lança no rio, licença esta que precisa de ser abolida e nesse sentido já o grupo parlamentar do BE apresentou pergunta ao Ministério do Ambiente, vide linkPoluição contínua no rio Tejo , que segundo o mesmo será apreciada na próxima terça-feira.

Carlos Matias, Deputado parlamentar BE|Foto: Entroncamento online

Mariana Mortágua, frisou que estava aqui hoje para prestar contas sobre o esforço e a luta do BE no combate a esta praga da poluição que se faz muito sentir nesta zona do rio Tejo, que o combate à poluição não se faz porque ninguém tem coragem para enfrentar o poder das indústrias de celulose e das grandes empresas tanto a nível local e nacional. Não interessa nem ao Ministro do Ambiente, nem ao PSD, tecendo duras criticas, ao aproveitamento politico por parte de Duarte Marques do PSD, eleito por Santarém, que pediu recentemente mais dinheiro para a fiscalização do Rio Tejo, quando foi o PSD que votou contra a imposição à Celtejo da redução dos níveis de poluição para valores decentes. O mais difícil é chegar aqui e enfrentar as grandes empresas”.

Mariana Mortágua, Líder parlamentar BE/Foto: N.peixe

A líder parlamentar disse que tudo irá fazer para que o bem estar da população e dos recursos naturais sejam assegurados, pois está no adn deste partido este principio tanto a nível nacional, regional ou local.

“Mil milhões de euros serão entregues às pessoas e esta é a razão pela qual o Bloco votou a favor do Orçamento”, afirmou Mariana Mortágua este sábado em Abrantes

Após uma apresentação de várias medidas adquiridas com o ónus do BE, em sede de especialidade e dentro da área da sua especialidade (Orçamento do Estado), a finalizar ainda respondeu a umas questões do publico presente, sobre o aumento real das pensões em 2018 e sobre os contratos individuais de trabalho na função publica, que estão fora da regularização extraordinária que o governo está a fazer, mas que não desiste da luta destes, querendo que os mesmos tenham regalias iguais, para que não haja discriminação entre colegas de trabalho.

Por um Tejo Vivo, Debate BE-Abrantes|Foto: P.cruz

.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.